Visão Espírita TV
Redes sociais:
  • Facebook
  • You Tube
  • Twitter

Amélie Gabrielle Boudet

A A A

Nasceu em Thiais, zona suburbana ao sul de Paris, em 22 de novembro de 1795, filha única de Julien Louis Boudet e de Julie Louise Saigne de La Combe.

Segundo Henri Sausse, foi professora com diploma de primeira classe e se formou na primeira Escola Normal Leiga, de orientação pestalozziana, situada no Boulevard Saint-Germain, em Paris, cidade onde viveu toda sua vida.

Foi poetisa e artista plástica, com domínio das técnicas tradicionais.

Foi professora de Letras e Belas Artes.

No meio cultural, nos saraus artísticos e literários, muito comuns na época, tornou-se conhecida como Amélie Boudet.

Escreveu três livros: “Contos Primaveris” (1825), “Noções de Desenho” (1826) e “O Essencial em Belas Artes” (1828).

Casou em 9 de fevereiro de 1832 com o professor Hippolyte-Léon-Denizard Rivail que depois ficou conhecido sob o pseudônimo de Allan Kardec.

Colaborou permanentemente com o marido, tornando-se grande incentivadora do trabalho de codificação e difusão do Espiritismo.

Assumiu efetivamente todos os encargos necessários ao gerenciamento do Espiritismo, na França e no mundo, depois do desencarne do esposo em 1869.

Sua existência pode ser dividida em quatro fases: como a senhorita Amélie Gabrielle Boudet (1795-1832); como a senhora Rivail (1832-1857); como a senhora Allan Kardec (1857-1869) e como a viúva Allan Kardec (1869-1883), sendo conhecida na intimidade familiar pelo diminutivo Gaby.

Desencarnou em 21 de janeiro de 1883, em sua residência.

©2014 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Sérgio Gomes.